O Sinregás-PE (Sindicato dos Revendedores de Gás Liquefeito de Petróleo do Estado de Pernambuco) informa que a partir do dia 6 de setembro de 2017, as distribuidoras estarão repassando ao consumidor reajustes no Gás LP (Gás de Cozinha), com base no reajuste aplicado pela Petrobras. A estatal decidiu aumentar a sua margem em 12,2%,.  Segundo a Petrobras, o Gemp considerou para efeito de ajustes nos preços do gás para uso residencial o cenário externo de estoques baixos, além dos reflexos de eventos climáticos, como o furacão Harvey, na maior região exportadora mundial do produto, que é a cidade de Houston, no Texas, Estados Unidos, cujos terminais permanecem fora de operação, o que afeta o mercado internacional. A Petrobras reajustou também os preços de venda às distribuidoras do GLP destinado aos usos industrial e comercial. O aumento médio de 2,5% entra em vigor também nesta terça (6). Além do aumento da Petrobras, existe o repasse anual presente em todo mês de setembro com relação a elevação dos custos das dristiburas e do dissídio coletivo, que neste ano, foi em média de 4%. É importante salientar que o mercado é livre e cada distribuidora pratica seu aumento, podendo variar.
O sindicato alerta a população que o consumo de gás com qualidade e garantia de segurança deve ser somente com nota fiscal e através da revenda autorizada. Portanto, o Sinregás vem orientar o consumidor a procurar o melhor preço e as melhores condições apenas nas revendas autorizadas, pois estas possuem o Gás de Cozinha com procedência comprovada e profissionais treinados e capacitados.

Francine Gulde – Presidente/Sinregás-PE